PPR ou Seguro Financeiro – Qual a melhor escolha?

Investimento Reforma

PPR ou Seguro Financeiro – Qual a melhor escolha?

2 min Partilhar 21 de Novembro, 2019

Search
Generic filters
Exact matches only
Investimentos

Existem diferentes soluções para aplicar o seu capital para o longo prazo. Neste artigo comparamos os planos poupança reforma com as diferentes alternativas de seguro financeiro, para que possa escolher como atingir os seus objetivos de retorno.

Quais as semelhanças?

Os PPR e os seguros financeiros são aplicações financeiras para o seu dinheiro que têm algumas semelhanças:

  • Objetivos – Ambos se destinam a rentabilizar as suas poupanças, com um horizonte temporal alargado;
  • Risco e Retorno – Dependendo da tipologia de produto e comparando o que é comparável, podemos dizer que o perfil de risco / retorno é semelhante. Devemos comparar PPR de capital garantido com seguros de capitalização e os PPR sem capital garantido com os seguros Unit Linked.

Quais as diferenças?

Existem também algumas diferenças que tem de conhecer antes de se comprometer com qualquer dos produtos:

  • Horizonte de investimento – Os seguros financeiros têm prazos de investimento mais reduzido, podendo inclusivamente ter de ser resgatados no final de 8 anos e 1 dia. Os PPR podem ser mobilizados ao final de um dia e não têm qualquer limite temporal de permanência.
  • Benefícios Fiscais – Os PPR tem benefícios fiscais à entrada e têm uma taxa de imposto sobre as mais-valias que é mais vantajosa do que a taxa de imposto dos seguros financeiros.
  • Comissões – É fundamental que atente nas comissões de subscrição, gestão e resgate pois neste contexto as diferenças podem ser muito grandes, mas sem uma tendência definida.
  • Movimentação – A possibilidade de movimentação dos PPR pode estar condicionada pelo usufruto de eventuais benefícios fiscais à entrada (nomeadamente as deduções à coleta). Por seu turno, os seguros financeiros não têm essa limitação.

Qual a aplicação financeira mais adequada?

Contrariamente à comparação que fizemos entre os planos poupança reforma e os fundos de pensões, acreditamos que os PPR e os seguros financeiros não devem ser entendidos como substitutos mas antes como complementares. Na realidade, os PPR são mais pensados para a reforma e os seguros financeiros mais subscritos para prazos mais curtos, pelo que poderemos subscrever ambos para diversificação de riscos. Em caso de ter de optar por alguma das soluções, os PPR costumam ser mais interessantes.



Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Olá, sou o João, em que posso ajudar?

Outros